Sem categoria

Cerveja inédita da Pratinha conquista medalha de ouro no Festival Brasileiro da Cerveja 2018, em Blumenau

A Porter, Porteira & Portão recebeu ontem o prêmio de melhor cerveja experimental no maior festival cervejeiro da América do Sul

A Cervejaria Pratinha, com sede em Ribeirão Preto (SP), foi uma das premiadas no Festival Brasileiro da Cerveja, evento que acontece em Blumenau (SC), de 7 a 10 de março, e considerado o maior festival cervejeiro da América do Sul. Na categoria Experimental Beer, a Porter, Porteira & Portão, que leva creme de amendoim em sua composição e possui 7,5% de teor alcoólico, conquistou a medalha de ouro. Lançamento da cervejaria, é uma Porter e, pela primeira vez, foi inscrita em um concurso.

A sexta edição do concurso reuniu quase 90% das cervejarias brasileiras e teve 2.859 cervejas inscritas. No total, foram distribuídas 252 medalhas, sendo 70 de ouro, 86 de prata e 96 de bronze, e premiadas 8,81% do total de cervejas inscritas.

Neste ano, o concurso teve um crescimento de 40% em relação às inscrições do ano anterior, sendo o segundo maior do mundo em número de amostras. Com um total de 148 estilos, é uma prova de que o mercado brasileiro está evoluindo e caminhando para ser mais maduro.

Sobre a Pratinha

Sediada em Ribeirão Preto (SP), a Cervejaria Pratinha foi fundada em 2013 e conta com 10 receitas principais, sendo que a maioria estará sempre presente em linha e outras serão sazonais, como a Culotte de la Duchesse, uma Red Flanders maturada por um ano antes de ser engarrafada.

Idealizada pelo empresário José Virgilio Braghetto, nasceu da curiosidade e do interesse dele pelo assunto ainda na década de 90, quando passou uma temporada fora do Brasil, mais especificamente na Dinamarca, onde foi apresentado ao mundo das cervejas especiais. De volta ao Brasil, o empresário criou um portal para o mercado cervejeiro chamado República da Cerveja, o primeiro do gênero na América Latina que tinha como foco principal a geração de negócios B2B, além de oferecer ferramentas on-line que auxiliava cervejeiros, como softwares que ajudavam a calcular parâmetros para fabricação de cerveja como o amargor da cerveja, a quantidade de álcool e o extrato. Para desenvolvê-lo, porém, precisou aprender alguns conceitos e as fórmulas propriamente ditas, que foram os fundamentos para que, anos depois, concretizasse o projeto da cervejaria.

Saiba mais no site www.cervejariapratinha.com.br.

Anúncios

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.