Dicas

Theatro Municipal de São Paulo exibe o concerto Peer Gynt, de Edvard Grieg

Espetáculo que marcou a estreia brasileira da obra completa do mais célebre compositor norueguês, em 2017, com Orquestra, Coro e solistas agora estará disponível no YouTube do Theatro Municipal

O Theatro Municipal de São Paulo, ligado à Secretaria Municipal de Cultura, resgata mais uma gravação de uma apresentação artística de seu acervo para disponibilizar na internet. Nesta sexta-feira, 31 de julho, o YouTube do Theatro Municipal exibe a obra sinfônica completa Peer Gynt, Op. 23, escrita pelo norueguês Edvard Grieg. A transmissão começa às 20h e o conteúdo ficará disponível por tempo indeterminado para o público ver e rever quando quiser, de graça e sem necessidade de cadastro.

Apresentado em maio de 2017, no palco do Theatro Municipal e registrado pela TV Cultura, emissora parceira da instituição, o concerto com a Orquestra Sinfônica Municipal (OSM), sob regência de Roberto Minczuk, contou com as participações do Coro Lírico Municipal, preparado pelo seu maestro titular Mário Zaccaro, e as solistas Carla Domingues (soprano) e Carolina Faria (mezzo-soprano).

A música incidental Peer Gynt, Op. 23, de Edvard Grieg (1843-1907), foi composta em cima do conto homônimo do dramaturgo Henrik Ibsen (1828-1906), conterrâneo do musicista. Uma história folclórica sobre as peripécias de Peer Gynt, o personagem, que ao longo de cinco atos encontra seres fantásticos como trolls, duendes e gnomos em jornadas que vão das montanhas norueguesas ao Norte da África. E nesta apresentação da OSM, o enredo ganha solos de Alexandre Ficarelli (oboé), Camila Barrientos (clarinete), Fabio Cury (fagote) e André Ficarelli (trompa).

Ibsen escreveu o conto em 1867, em Roma, na Itália e inicialmente como um poema dramático. Mais tarde, o dramaturgo adaptou o texto para os palcos e encomendou a música a Grieg, que foi apresentada na estreia da peça, em Cristiânia (atual Oslo), em 1876. A parceria do escritor com o musicista marca o período de florescimento cultural da Noruega no século 19 que transcendeu as fronteiras escandinavas.

Logo na estreia da peça, a música de Grieg foi exaltada pela crítica, que apontava a sua contribuição expressiva no êxito do espetáculo. Depois, o compositor ainda organizaria sua obra em duas suítes, Op. 46 e Op. 55, que ficariam conhecidas em todo o mundo e mais célebres do que o próprio texto que as inspirou.

+ Municipal Online

Enquanto o Theatro Municipal de São Paulo segue fechado por determinação da prefeitura para evitar a propagação do novo coronavírus, o território digital é o novo palco. Quem acessa as redes sociais do Theatro pode conferir apresentações de performances de câmara, a íntegra de espetáculos apresentados no palco do Municipal e ainda aproveitar os cursos livres, as gravações solo em versões reduzidas para piano e acompanhar as lives com profissionais do Theatro. Tudo isso com acesso gratuito e irrestrito nas páginas do Theatro no Instagram, Facebook ou YouTube.

No canal de vídeos, em especial, o espectador pode assistir às óperas Rigoletto, O Barbeiro de Sevilha, O Cavaleiro da Rosa e A Viúva Alegre, ver ou rever os espetáculos do Balé da Cidade em A Biblioteca de Babel e A Sagração da Primavera e curtir dezenas de concertos sinfônicos como a série Beethoven Total, com a Orquestra Sinfônica Municipal interpretando as nove sinfonias do compositor alemão.

E o novo episódio do Podcast Theatro Municipal já está no ar. Para falar da ópera O Guarani, que em 2020 completa 150 anos, a apresentadora Ligiana Costa recebe os musicólogos brasileiros Maria Alice Volpe e Lutero Rodrigues, o italiano Emilio Sala, professor da Universidade de Milão, o historiador Casé Angatu Xukuru Tupinambá e os diretores cênicos Walter Neiva e Marco Antonio Rodrigues.

Baseada no romance indianista de José de Alencar, a obra estreou no Teatro Scala de Milão, em 1870, e conta uma história de amor e o massacre dos índios Aymorés no Brasil Colônia. O episódio é dedicado à obra do compositor brasileiro Carlos Gomes, que também será tema do próximo podcast do Theatro Municipal de São Paulo. O conteúdo está disponível nas plataformas de streaming.

+ Theatro Municipal de São Paulo: theatromunicipal.org.br

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.