Dicas

Herbert Vianna é o vencedor do Prêmio UBC 2020 e ganha documentário sobre sua obra

Em formato inovador, o prêmio anual da União Brasileira de Compositores terá programação especial online, entre os dias 1 e 9 de outubro. Documentário inédito com homenagens ao artista será lançado em 7/10, Dia do Compositor Brasileiro

“A arte é de viver da fé, só não se sabe fé em que”. Os versos de “Alagados”, escritos por Herbert Vianna, não poderiam soar mais atuais, especialmente em tempos de pandemia. Desde os anos 80, ao lado dos companheiros Bi Ribeiro e João Barone, Herbert fez dos Paralamas do Sucesso uma das maiores bandas da história da música brasileira. Sempre reverenciando a carreira e a vida de um gigante da nossa música, a edição 2020 do Prêmio UBC, realizado pela União Brasileira de Compositores, que já homenageou em anos anteriores Gilberto Gil, Erasmo Carlos e Milton Nascimento, celebra agora a obra de Herbert, artista com 59 anos, autor de 245 obras registradas e filiado à UBC há 35 anos.

As homenagens acontecerão entre os dias 1 e 9 de outubro, com uma programação especial nas redes sociais da UBC, incluindo entrevistas, exposição virtual e a estreia de um documentário inédito celebrando a obra de Herbert, com depoimentos de grandes nomes da cultura brasileira. A première será dia 7 de outubro, quando é comemorado o Dia do Compositor Brasileiro, no canal oficial da UBC no YouTube: http://www.youtube.com/UBCMusica . A direção é de Daniel Ferro.

Paulo Sergio Valle, compositor de centenas de canções e presidente da UBC afirma que “o Prêmio UBC 2020 é de muito merecidamente de Herbert Vianna, um compositor que todo o Brasil admira. Herbert é um extraordinário compositor, capaz de unir racionalidade e emoção em suas obras. Consegue ser sofisticado e popular ao mesmo tempo. Pelo conjunto de sua obra e cada música individualmente faz jus ao prêmio deste ano. A União Brasileira de Compositores se orgulha muito de Herbert Vianna”.

Já Aloysio Reis, diretor geral da editora Sony/ATV, aponta para versatilidade artística que marca a carreira de Herbert. “Dentro da efervescência dos anos 80, ele apagou de vez as linhas que determinavam fronteiras entre a música popular brasileira e o rock. Sozinho ou com Os Paralamas do Sucesso ele virou símbolo de liberdade criativa ao transitar com igual desenvoltura entre gêneros completamente diferentes. Ele é tão Herbert Vianna desferindo socos pesados no capitalismo selvagem em Alagados quanto nas lindas baladas letradas por Paulo Sérgio Valle. Ele tem o mesmo vigor experimentando parcerias raras como Gilberto Gil (A Novidade) quanto interagindo com artistas hispano americanos. A música brasileira ficou mais rica porque Herbert nunca teve medo de inventar”, afirma.

Com formato 100% virtual, o prêmio conta este ano com curadoria artística de Liminha. Grandes nomes da cultura nacional, que fizeram parte da trajetória de Herbert, participarão através de depoimentos em vídeo em homenagem ao artista, falando de sua história e cantando versões inéditas de sua obra. O material será transmitido ao vivo ao longo da semana pela apresentadora Sarah Oliveira, através do instagram da UBC: http://www.instagram.com/ubcmusica/

Confira a programação completa do Prêmio UBC 2020, no Instagram @UBCmusica .
As transmissões serão realizadas sempre às 16h.

01/10 – Lançamento de exposição virtual de fotos de Herbert Vianna, por Mauricio Valadares
02/10 – Janela Prêmio UBC 2020 – Sarah de Oliveira recebe Liminha
03/10 – Janela Prêmio UBC 2020 – Sarah de Oliveira recebe Fernanda Abreu
04/10 – Janela Prêmio UBC 2020 – Sarah de Oliveira recebe Roberto Berliner
05/10 – Janela Prêmio UBC 2020 – Sarah de Oliveira recebe Aloysio Reis
06/10 – Janela Prêmio UBC 2020 – Sarah de Oliveira recebe João Barone
07/10 – Estreia do documentário Herbert VIanna, no canal de Youtube da entidade: http://youtube.com/ubcmusica
08/10 – Depoimentos e retrospectiva da carreira de Herbert Vianna
09/10 – Depoimentos e retrospectiva da carreira de Herbert Vianna

Marcelo Castello Branco, diretor-executivo da entidade e que fará a entrega da homenagem, comenta sobre a importância de Herbert no cenário da música nacional.“Herbert é um compositor generoso, de mais de duzentas obras que fizeram e fazem a história do Paralamas, mas também de várias intérpretes como Ivete Sangalo, Zélia Duncan e muitas outras vozes. Sempre foi um músico prodigioso, um autor que traduz as relações humanas de forma carinhosamente voraz. Além de sempre retratar nossa realidade política com olhar atento e crítico. É uma honra para a UBC poder homenageá-lo como compositor e figura humana ímpar”.

245 obras registradas em mais de 40 anos de carreira

Natural de João Pessoa, na Paraíba, Herbert Vianna criou a banda de rock Os Paralamas do Sucesso no Rio de Janeiro no início dos anos 80, ao lado de Bi Ribeiro, baixista do grupo, e João Barone na bateria. Foi nesta época que Herbert compôs a música “Vital e Sua Moto”, que se tornou o primeiro sucesso do trio.

Com o grupo o artista soma mais de 20 álbuns lançados, entre discos de estúdio, ao vivo e coletâneas. Na carreira solo, que correu em paralelo, são mais quatro álbuns, com participações de nomes como Cássia Eller, Fernanda Abreu, Nana Caymmi, Sandra de Sá e Marcos Valle.

Entre os grandes sucessos do compositor estão músicas como “Lanterna dos Afogados”, “Óculos”, “Uma Brasileira”, ao lado de Carlinhos Brown, “Aonde quer que eu vá”, com Paulo Sergio Valle, “La Bella Luna”, “Romance Ideal”, “Saber Amar”, entre outros.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.