Eduardo Martini muda visual para viver Clodovil nos palcos

Turismo

Retorno das artes ao dia a dia das pessoas terá teatro União Cultural com menor capacidade de público

O ator Eduardo Martini estava com seis peças em cartaz no início de 2020. Com a pandemia e sua rotina transformada, o ator acabou dando vazão a um antigo sonho. Em parceria com roteirista e grande parceiro Bruno Cavalcanti, criou a peça “Clodovil”, sobre o icônico personagem brasileiro que marcou a história da moda e da TV no país. O roteiro passou pela criteriosa análise de José Augusto de Souza, que foi diretor do programa do Clodovil durante dez anos. “Trata-se de uma abordagem extremamente humana e sem julgamentos dessa figura que marcou a história da moda e do entretenimento brasileiro”, diz Eduardo, enquanto descoloria completamente os cabelos para viver o personagem.

Com o apoio do salão Studio Dolce nos Jardins, que faz todas as transformações de Martini pelas mãos de Falks M., o ator se transformou em um Clodovil de uma fase mais serena, quando ele tinha o cabelo totalmente descolorido. A transformação contribui fortemente para a composição do personagem e é o grande trunfo de qualquer ator. “Vamos ter em cena três vestidos assinados por ele, cedidos pelo Instituto Clodovil, para um monólogo de grandes emoções”.

Agenda

“Clodovil” estreia 17 de novembro

Teatro União cultural (somente 130 lugares disponíveis)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.