Dicas

Arnaldo Antunes fala sobre carreira, traumas e seus hits: “Todos os meus sucessos me surpreenderam”

No podcast ‘Essenciais’, da Deezer, o músico também conta que Tribalistas não tinham pretensão de ser um estouro e que ‘Nome’, primeiro solo, era seu “Yellow Submarine”

Do rock, do pop, da MPB; cantor, compositor, poeta, artista visual, titã, tribalista, Pequeno Cidadão… “Sou inclassificável”. E essencial. Por isso Arnaldo Antunes, dono das aspas citada, está no novo episódio do ‘ Essenciais ‘, podcast original da Deezer, que convida nomes fundamentais da música brasileira para revisitarem e contarem os processos de sua discografia.



Durante o programa, recheado de referências e vivências em diversos contextos culturais e sociais das últimas décadas – da Contracultura à Lactomia (movimento social nascido na década de 90, na Bahia) – Arnaldo conta que começou a compor na escola. “No colégio que eu estudava Paulo Miklos era da minha classe, foi meu primeiro parceiro. E os outros Titãs todos, a gente começou a fazer música ali nesse período, com 15, 16 anos”.



Arnaldo Antunes deixou a icônica banda de rock em 1992 para lançar seu primeiro disco solo ‘Nome’, um projeto multimídia com VHS, livro e CD, numa época em que a internet ainda engatinhava: “Tinha saído do Titãs e queria de certa forma afirmar que estava fazendo uma coisa radicalmente diferente, porque também era o que estava me seduzindo. Tem esse caráter experimental do projeto que foi recebido com certo estranhamento. Depois disso ficou um trauma tão grande, que a cada disco que eu fui lançando os jornalistas vinham me entrevistar e sempre perguntavam: ‘poxa, agora ficou mais pop, né?’ (risos), se diverte. Sobre esse trauma, ele explica: “Para mim, na época que eu lancei o ‘Nome’ aquilo era pop. Achava que as músicas davam para tocar na rádio. Era uma ilusão assim… para mim era meu ‘Yellow Submarine’, desenho animado, tinha criança que via e curtia. Eu falava: ‘Qual a dificuldade disso?’”.

No passeio pelos Tribalistas, fruto da gravação de seu disco ‘Paradeiro’, feito na Bahia e co-produzido por Carlinhos Brown, que sem pretensão tomou as rádios, Arnaldo reflete sobre seus hits: “Foi esse sucesso que surpreendeu até a gente. Foi tudo feito com tanta espontaneidade. Não tinha muito dessa meta de fazer sucesso ou da previsão de que aquilo ia ser um estouro. O retorno foi muito maior do que a gente mesmo esperava, enfim; a gente não tinha essa expectativa ou esse plano de marketing para isso”, conta.

Ele ainda comenta o mesmo sobre a música “A Casa é Sua”: “Foi surpreendente também para mim. Acho que todos meus sucessos me surpreenderam. ‘O Pulso’, que era talvez a música mais estranha daquele disco ‘Õ Blésq Blom’, que é uma música toda falada. E de repente aquilo virou um estouro, as rádios começaram a tocar; não era um música de trabalho escolhida”.

Para descobrir mais detalhes da trajetória de Arnaldo Antunes, clique aqui e ouça todo o conteúdo.



Sobre a Deezer

A Deezer conecta 16 milhões de fãs de música ativos mensalmente de todo o mundo com mais de 56 milhões de faixas. Disponível em 180 países em todo o mundo, a Deezer dá acesso imediato ao mais diverso catálogo de streaming de música em qualquer dispositivo. A Deezer é o único serviço de streaming de música com Flow, uma trilha sonora personalizada com suas músicas mais queridas e novas recomendações baseadas em dados algoritmos e nas sugestões dos nossos editores de música. Baseado em um algoritmo proprietário intuitivo e criado por pessoas que amam música, é o único lugar para ouvir as suas músicas em uma trilha sonora ilimitada com novas descobertas sob medida para você. Deezer está disponível no seu dispositivo preferido, incluindo smartphone, tablet, PC, laptop, sistema de home sound, sistema de áudio multimídia em carros, Smart TV ou console de videogames.

Fazendo a música acontecer desde 2007, a Deezer é uma empresa de capital fechado, com sede em Paris e escritórios em São Paulo, Londres, Berlin, Miami, Dubai e em outros lugares do mundo. Deezer está disponível com download gratuito para iPhone, iPad, Android e Windows ou na web em deezer.com .

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.